24 de set de 2017

Objetos de Cura - parte 2

Já postei sobre objetos de cura e vale lembrar que existem muitas opções para melhorar e equilibrar a energia do ambiente ou neutralizar negatividades ou intensificar as qualidades do local. Então, vamos para mais alguns exemplos de objetos de cura:


Objetos em movimento: ajudam a energia a fluir, trazem bons ventos e dispersam as energias negativas. Alguns exemplo: sino de vento, cata-vento, móbile, flâmulas, bandeirinhas, pingentes, fios de flores. Esses itens podem estar centralizados nos tetos dos ambientes, nas janelas, entre duas portas, entre uma porta e uma janela, corredores, varandas e jardins.




Objetos de poder e proteção: são os talismãs para porta de entrada, canto da espiritualizada ou outro canto da casa que precise de mais proteção e energia. Imagens, esculturas ou quadros com baguá, olho grego, pimenteira, mandalas, deuses, deusas, ideogramas, frases inspiradoras e símbolos religiosos.



Objetos grandes e pesados: ajudam a estabilizar, ancorar e segurar a energia de um determinado local. Por exemplo, vasos grandes e pesados embaixo de uma escada no centro da casa. Pedras e esculturas também valem.



Objetos com água: movimentam o chi (energia vital) e ativam a vibração da riqueza. Aquários, fontes (dentro ou fora de casa), espelhos d'àgua, piscinas, lagos, vasos ou tigelas com água.