26 de ago de 2019

Cristais e Feng Shui: Cianita Azul

A pedra Cianita Azul também conhecida como Espada de Miguel, foi a pedra escolhida para o ano de 2019.


Essa pedra traz proteção divina, clareza mental, atrai bons pensamentos, corta conexões negativas, alivia medos e tensões, concede resistência pacífica e conecta com a luz e com os anjos. 


Pode deixar no altar, na entrada casa, no canto dos Amigos ou no canto da Espiritualidade.

Com seu brilho forte e azul, atrai a luz e afasta a negatividade, cortando cordões energéticos negativos, tanto físicos quanto extra-físicos. Ao mesmo tempo que desfaz esses cordões, já traz uma energia de refazimento e normalização, “cicatrizando” o corte dessa energia. Fortalece o espirito, nos conectando ainda mais com nossa força interior espiritual, nos mostrando o quanto somos capazes de nos superar, física, mental e espiritualmente. Nos ajuda a muito a resistir firmes em nossos objetivos, quando estamos diante de situações difíceis, nos trazendo autoconfiança, clareza mental e ordenação dos pensamentos. Nos abastece com muita coragem e força para viver, aplaudir a vida, sentir o aqui e agora, viver o momento presente, agradecendo por estar viva!


Fonte para o texto: Luciene Abreu Fransolin
Imagens: Mandalas de Luz, Prosperity Minerais

7 de ago de 2019

A magia das cores: Cinza


Cinza, o equilíbrio dos opostos: preto e branco se misturam para criar essa cor que pode ser um símbolo de equilíbrio e/ou solução de conflitos. 

Por um lado o cinza pode parecer simples, triste, sóbrio, nublado, neutro demais. 

E por outro lado pode ser uma cor moderna, harmoniosa, chique e marcante. 

Os tons podem variar entre o grafite, o metalizado, o prateado, o opaco e o claro e, independente do tom, nos ambientes internos vale mesclar o cinza com detalhes coloridos e vibrantes (amarelo, laranja, vermelho, verde, roxo) em em imagens, móveis e objetos que se destaquem para que o ambiente não fique triste. 

Além disso, inclua o verde natural em plantas de verdade.

Não é indicado o cinza para pessoas melancólicas e quartos de bebês, crianças e adolescentes.  












Imagens: VivaDecora, LaHome, DecorFacil, Elle Decor

30 de jul de 2019

Cactos e Feng Shui

Oi pessoal, tudo bem?

Há alguns temas que são bem polêmicos no Feng Shui e o cactos é um deles.

Existem pessoas que simplesmente não gostam e consultores de Feng Shui que não indicam o uso do cactos de jeito nenhum. Mas, então, o que fazer? Eliminar todos os cactos da face da terra?
Creio que não é possível e nem ecologicamente correto ;-)

Há quem defenda os cactos como plantas que purificam e protegem os ambientes, como se fossem guardiões.

E também há uma simbologia interessante: os cactos são originários de regiões áridas e isoladas e armazenam água dentro do caule, por isso, representam, a força interna de uma pessoa em momentos de solidão. Os espinhos são a proteção e a segurança da planta e, simbolicamente, de quem a possui.


Tenho um livro - Feng Shui Symbols: A User's Handbook - que fala sobre vários símbolos do Feng Shui e o cactos estava lá com a seguinte descrição (tradução minha): 

"Os espinhos podem simbolizar proteção contra visitantes inesperados ou perigosos, e também pode ensinar a lidar com os próprios limites e lembrar a importância de dizer não quando precisamos defender nossos limites. As magníficas flores simbolizam a beleza escondida na simplicidade."

Na minha visão, não recomendo o o cactos para determinados locais da casa, por exemplo, perto da porta de entrada e no guá dos relacionamentos, por causa dos espinhos.



Mas o cactos pode estar numa sala ou numa varanda ou fazendo parte de um jardim - desde que as pessoas que moram, frequentam ou trabalham nesses locais se sintam bem com o cactos e agreguem a ele uma intenção positiva.

Se você tem um cactos na sua casa e gosta dele e está tudo bem, deixe tudo como está.

E lembrei de uma frase de Denise Linn, mestre de Feng Shui: "Se a sensação é boa, o Feng Shui é bom."

Luz e sorte!


Imagens: Casa e Jardim