27 de jan de 2016

Linhas da Vida - Trabalho

O baguá é um mapa octogonal e em cada um de seus oito lados há desenhos compostos por três linhas que são chamadas de trigramas.

A linha inteira simboliza a energia yang e a linha repartida representa a energia yin.

Essas linhas da vida simbolizam o fluxo da energia vital (chi) e no baguá cada um dos oito trigramas transmitem a força de seu respectivo guá.

A ideia é uma série de posts sobre os 8 trigramas e seus significados principais para ajudar na compreensão do baguá suas aplicações de Feng Shui.


TRABALHO
Nome em chinês: Kan
Significados: Desfiladeiro, Profundidade
Elemento: Água

A linha inteira traduz o movimento e o fluxo da água entre as margens simbolizadas pelas linhas repartidas. Esse trigrama chamado Kan está no guá do trabalho do baguá que simboliza a vida profissional, a carreira. E dentro de uma reflexão mais profunda desperta para a verdadeira missão ou destino. Trata-se da jornada, do caminho, da trajetória para encontrar o significado da vida, descobrir dons e realizar tarefas com dedicação e amor, conquistar o verdadeiro significado do sucesso.

19 de jan de 2016

Kuan Yin

Paz, amor, beleza, compreensão, saúde, harmonia, luz, gratidão, força, suavidade, equilíbrio, energia do feminino, sabedoria e compaixão...São as sensações - e não apenas as palavras - que chegam até mim ao contemplar essa deusa.

A imagem de Kuan Yin é suave e forte ao mesmo tempo. Eu nunca tinha ouvido falar dela antes e me tornei sua fã desde que a vi pela primeira vez em um dos cursos de Feng Shui que fiz com minha querida mestra Silvana Occhialini (no ano de 2004).

Abaixo, transcrevo o início de uma reportagem da revista Bons Fluidos que define Kuan Yin muito bem:

"Ela é a expressão de doçura e bondade para milhões de pessoas no mundo. Apoiada sobre uma pétala de flor de lótus, Kuan Yin é portadora do vaso com o néctar da felicidade, do rosário de cristal da purificação e da pedra que satisfaz todos os desejos. É assim, com tanta generosidade e presteza, que ela atende às demandas do mundo." 

Quando visitei o Templo Zulai, em Cotia-SP, fiquei encantada com a grande imagem da deusa dentro de uma gruta logo na entrada.

Tenho uma pequena imagem dela toda branca aqui em casa e Kuan Yin me acompanha em minhas meditações e orações.

Obs. A pronúncia do nome Kuan Yin é literal mesmo: "cuan iin".




Muita luz, amor e uma bela semana!
Beijos! Beijos!

Cris

Ilustração revista Bons Fluidos e Foto do Templo Zulai.

18 de jan de 2016

Espelho Baguá

Muitas pessoas me perguntam o significado do espelho baguá e qual a sua função.

O espelho baguá está fortemente associado a função poderosa de proteção e é indicado para ser usado acima da porta de entrada de uma casa, apartamento, empresa ou espaço comercial.

O seu formato é octogonal, cercado por oito trigramas do I Ching e um espelho no centro que repele energias negativas.

É importante manter o espelho baguá sempre limpo e trabalhe com a seguinte afirmação: “Me sinto seguro e protegido nesse lugar.”

O Espelho Baguá para usar acima da porta de entrada é com com os trigramas do Céu Anterior (que é diferente do baguá usado sobre a planta do imóvel), veja a diferença nos trigramas da ilustração abaixo:



Imagem Espelho: Bons Fluidos

14 de jan de 2016

Baguás - definições

Olá, pessoas queridas!

É importante prestar atenção nos desenhos dos trigramas - conjunto de 3 linhas contínuas ou quebradas que compõem o I Ching - e formam os oito lados do baguá com significados distintos.

As linhas contínuas representam a energia Yang (masculino) e as linhas quebradas representam a energia Yin (feminino).

Baguá do Céu Anterior
Diz a lenda que os desenhos dos trigramas estavam desenhados no casco de uma tartaruga e representa a ordem primordial do universo e ao momento que antecede a existência material.
Esse baguá é o indicado para ser usado do lado de fora da porta de entrada como talismã de proteção.




Baguá do Céu Posterior

São os mesmos trigramas, mas em posições diferentes representando a ligação dos fenômenos da natureza com os homens, a ciência, a geografia e a vida na terra. Ou seja, a existência.




Baguá da Escola do Chapéu Negro
Os desenhos dos trigramas e suas posições são muito similares ao baguá do céu posterior, mas observem que as linhas dos trigramas estão voltadas para dentro do baguá, estão invertidas e simbolizam que tudo retorna ao seu estado incial. Esse baguá foi criado pelo Professor e Mestre Lin Yun, criador da Escola de Feng Shui do Budismo Tântrico Tibetano do Chapéu Negro.





Imagens: Baguás do Céu Anterior e Posterior - Wikipédia. Baguá Chapéu Negro - arquivo.

11 de jan de 2016

Quarto da Bagunça

E hoje vamos falar do famoso e temido quarto da bagunça!
Esse nome ingrato já denuncia tudo: é o lugar onde vai parar "tudo" o que  "não cabe" em qualquer outro cômodo, lugar ou canto da casa.

Muitas vezes é o canto onde moram os materiais de limpeza, cadernos (de escola, faculdade, pós e cursos), desenhos (infinitos desenhos lindos dos filhos e/ou sobrinhos), recordações, caixas, malas de viagem, ferramentas (incluindo parafusos e pregos que nunca, nunca serão usados), sapatos, chinelos, bolsas, papeis de presente, sacolas (de brindes para não usar as de plástico que se reproduzem como coelhos da índia e deveriam ser usadas para ir ao mercado), brinquedos, álbuns, livros (lidos, não lidos), itens sem uso ou quebrados (perigo! perigo! para o Feng Shui) e "tudo o mais que não cabe em outro lugar da casa".

Mas, esse quarto (ou banheiro de empregada ou despensa ou algum canto esquecido da área de serviço, da edícula, do quintal, da garagem) parece um imã que vive atraindo mais e mais coisas. E nesse caso, amigas e amigos, não tem milagre: a solução é encarar o "vilão" e organizar, limpar e mandar embora os excessos para pessoas e/ou lugares que precisam, para sebos, para a reciclagem.

E mande consertar os objetos quebrados ou doe para quem o faça. Não adianta ficar pensando que vai usar "tudo o que está nesse canto", ou pensar que "um dia vai precisar daquela coisa", pois a verdade é que você não vai não. A única coisa que acontece com um monte de coisas acumuladas e sem uso é energia estagnada, vida parada, tempo perdido. E ao organizar e eliminar excessos você abre espaço para o novo!!!

A dica principal é separar as coisas e objetos em sacolas (aproveite aquelas sacolas de brinde) ou caixas com etiquetas nomeadas assim: consertar, doar, reciclar, vender no brechó ou sebo.  Tá legal, vou confessar, tenho também uma caixa: mandar para a casa da mãe (ou para a casa da praia), mas tenho evitado isso, pois as coisas acabam se acumulando por lá e aí vou ter que fazer uma limpa na casa da mãe também ;-)

Outra dica para evitar o acúmulo de coisas é começar a recusar sacolas de papel e de plástico. Se o que você comprou cabe na sua mega-bolsa-fashion-ecológica - ou em qualquer outra sacola daquelas milhares de sacolas de brinde que você ganhou num evento, dispense a sacolinha plástica ou embalagem de papel.

E quando comprar um objeto de decoração, sapato, bolsa, colcha, tapete ou roupa novos, doe um objeto relacionado ao que você comprou que já está usado ou que você nem gosta tanto.

Para organizar nada melhor do que cestas, caixas (de papelão, presentes ou plásticas), pastas com plásticos para contas, pastas tipo arquivo morto para economizar espaço. E se você tem um monte de necessaires (essas que ganha de brinde), elas podem ser úteis para guardar coisas pequeninas.

Outras ideias que ajudam: prateleiras, ganchos, sapateiras (para guardar outros itens, além de sapatos).

Para continuar com a vida em ordem, faça uma verificação quinzenal ou menos mensal dos objetos e de tudo o que vai parar nesse canto.

Coragem, encare o seu canto da bagunça: a despensa, o quarto, o banheiro da empregada, a prateleira, o armário, a área de serviço, a edículo, o quintal, a garagem e pratique o desapego ;-)

Tenha em mente que livrar-se dos excessos e organizar o quarto da bagunça é o primeiro passo para um bom Feng Shui em casa!


Sorte e luz!
;-)

8 de jan de 2016

5 Dicas de Feng Shui

Hoje estou aqui com dicas rápidas e práticas - que talvez você já conheça - e que valem ser lembradas e são sempre bem-vindas para reenergizar o ambiente.

Aromas
- Um ambiente cheiroso é tudo de bom. Prefira os óleos essenciais, que são mais concentrados e podem ser misturados com água e usados em sprays, vaporizadores e recipientes de cerâmica. 
- Para estimular a memória: alecrim. Para relaxar e dormir bem: lavanda. Para namorar: sândalo, rosas ou ylang-ylang. Para energizar e alegrar: tangerina. Para purificar qualquer ambiente use eucalipto.




Banheiros
- Mantenha os tampos dos vasos sanitários abaixados e as portas dos banheiros fechadas para evitar o escoamento de energia. 
- Objetos de cor amarela, no formato quadrado ou feitos de cerâmica e mais a presença de plantas em vasos com terra no banheiro equilibram as energias.


Centro da Casa
Esse ambiente é muito importante, pois representa saúde física e mental e é regido pelo elemento terra, então, decore com suas representações que são: peças feitas de cerâmica, objetos com formato quadrado e plantas em vasos com terra. Nas paredes ou na decoração você pode usar diferentes tons de amarelo.





Cozinha
A cozinha contém itens que representam prosperidade: fogão e armários. Por isso, tome muito cuidado com a disposição do fogão - se ele ficar ao lado da pia ou em frente à geladeira, coloque um sino de vento ou cristal para evitar que a água (pia e geladeira) apague o fogo (a fogão). Já os armários devem ser limpos, organizados e livres de objetos quebrados e alimentos e remédios vencidos para que suas finanças se organizem.



Entrada
A entrada da casa é o cartão de visitas, a apresentação e liga o ambiente interno com o externo conduzindo o ‘chi’ (energia vital). Então, lembre-se de dar boas vindas ao ‘chi’ com uma bela iluminação, plantas, flores, quadros, fontes ou espelhos. Essas dicas valem tanto para a parte externa da casa como para o hall de entrada.




Imagens: Claudia Aroma Blog, Martha Stewart Living, Casa e Jardim, Truly Chic Inspiration

5 de jan de 2016

Feng Shui, muitas escolas

Gosto de tudo muito explicadinho, geminiana que sou.
E gosto de compartilhar as explicações e desde que comecei a estudar o Feng Shui notei que há muita variedade de informações, opiniões e polêmicas sobre o assunto. Tudo porque existem diversas linhas/escolas de Feng Shui.

Há milhares delas - muito mais do que as descritas aqui - com origem na China. E aqui está um resumo de leituras que fiz sobre algumas das escolas.



Feng Shui Tradicional ou Clássico: Existem duas tradições, San-Yuan, a mais antiga (Dinastia Tang) que tem como referência a Escola da Forma, mas usava uma bússola magnética. E, San-He, que surgiu há mil anos a partir da observação da paisagem do norte da China e com o uso da Lo Pan (bússola chinesa). E dessas duas tradições surgiram muitas escolas,

Atualmente, as escolas mais conhecidas e utilizadas são:

Escola da Forma: É a mais antiga das escolas e trata analisa o mundo físico e suas relações com o universo. Seu princípio é a observação da paisagem e das formas. Utiliza a teoria dos 5 elementos, do yin e yang e o conceito do chi (energia vital). Nesta escola a percepção visual é muito importante para escolher um terreno ou construir um imóvel.

Escola da Bússola: Sua análise envolve o uso da bússola Lo Pan e cálculos e mapeamentos a partir das direções magnéticas. Avalia a energia cósmica, os elementos da natureza e ainda usa I Ching, astronomia, astrologia, datas favoráveis (analise dos 4 pilares: hora, dia, mês e ano de nascimento de cada morador), Ming Gua (trigrama da vida ou destino). Essa escola trabalha com vários métodos e técnicas, mas os fundamentais são o Ba Zhai (ou 8 residências) e o Xuan Kong (ou Estrelas Voadoras).

Feng Shui do Budismo Tântrico Tibetano do Chapéu Negro ou Escola Californiana: Criada pelo mestre Lin Yun (templo e sede na Califórnia, EUA) é a mais conhecida no Ocidente pelo nome de Feng Shui do Chapéu Negro. Sua principal ferramenta é o Baguá (mapa octogonal) que é posicionado sobre a planta baixa e a partir da porta de entrada do imóvel. Utiliza muito a intuição por meio de rituais, meditações e limpeza energética nos ambientes. Considera curas e mudanças nos espaços internos e trabalha com afirmações.

Feng Shui do Hemisfério Sul: Adaptação criada pela australiana Lindy Baxter e muito divulgada pelo professor neozelandês Roger Green. Os argumentos principais afirmam que o baguá representa ciclos do sol/estações que são invertidos em relação ao Hemisfério Norte e que o Efeito Colioris provocado pela rotação da Terra inverte os movimentos das correntes de vento e do mar de um hemisfério para o outro. Usam técnicas do Feng Shui Tradicional e da Astrologia Chinesa adaptados ao Hemisfério Sul.

Vastu Shastra ou Feng Shui Indiano: Não tem origem chinesa e nem ligação com as escolas de Feng Shui. É uma técnica indiana usada para decoração de interiores e construções que analisa energias, espaços e setores fracos e fortes dos ambientes. A palavra Vastu vem do sânscrito e tem dois significados: quando "a" tem pronúncia breve, significa natureza e quando "a" tem pronúncia longa significa casas, habitações e edifícios.

Vale lembrar que é importante você se identificar com uma das escolas antes de fazer um curso ou procurar um profissional para realizar uma consultoria. Leia sobre Feng Shui, medite sobre o assunto e peça ajuda para buscar a escola mais adequada. Tenha em mente que antes de tudo é necessário acreditar na aplicação do Feng Shui e seguir as orientações com seriedade, intuição, paciência, positividade, fé e sabedoria.

Boas energias do vento e da água 
hoje e sempre!!!
;-)