4 de jun de 2010

Sobre Sacos e Sacolas

Hoje - dia mundial do meio ambiente, tive que cancelar meus trabalhos e ficar em casa cuidando do meu pequeno que passou mal. E, confesso, tive que levar um saco plástico comigo para me salvar de um possível vômito surpresa dentro do táxi (eca!). E quando o pequeno era um bebê, usei muitas sacolinhas plásticas para acomodar as fraldas sujas...Juro que muitas vezes eu colocava mais de uma fralda no mesmo saco e, naquele tempo, eu não achava saco um saco.

Atualmente, abomino as sacolas plásticas e tento reduzí-las ao máximo...Muitas vezes quando compro produtos pequenos, dispenso as sacolas e guardo os produtos na bolsa mesmo. Quando vou ao supermercado, peço caixas de papelão e levo a minha sacola de pano. Mas, tem dia que esqueço e ainda uso sacolas de plástico. E, venho aqui me declarar, pois sou um ser humano que tenta, mas ainda erra de vez em quando.

Tenho várias sacolinhas de pano e quase todas foram ganhadas. Comprei apenas uma aqui (a sacola da foto que é a mesma frente e verso), pois achei que era grande o suficiente para levar para todos os cantos e ainda foi útil pra carregar materiais e maquetes do semestre de arquitetura que cursei no ano passado. Acho as sacolas de pano práticas e boas companheiras para solucionar uma parte dos problemas ecológicos do mundo. Mas, é bom tomar cuidado com os excessos de sacolas de pano...Não adianta fazer uma coleção de sacolas de pano bonitinhas (sacola da avó, sacola de feira, sacola de brinde, ecobag fashion) e não usá-las!

Resumindo: O mundo inteiro já sabe que saco é um saco e que o melhor é ter, ou melhor, usar a sua sacola de pano. E que muitas são as "ondas verdes", mas as águas continuam em perigo. E que muitas são as "palavras ao vento", mas os ares contuinuam poluídos.

E, eu não queria fazer um "eco-post-chato", mas sim escrever sobre a vida real. Sei que você aí do outro lado do computador e eu aqui tentando mandar uma mensagem legal estamos tentando. Mas ainda é pouco. Temos que cuidar de nós, do planeta, dos sacos plásticos e da futura geração! Tenho esperança e continuo tentando fazer a minha pequena parte. Reciclar é preciso, consertar é preciso, ter fé e preciso e, antes de tudo, ter atitude é preciso. Praticar o que se discursa é preciso!

Para refletir sobre o plástico, cuidar de si mesmo e do planeta: http://www.youtube.com/watch?v=eScDfYzMEEw

Dicas para colocar em prática:
No site do planeta sustentável muita informação valiosa e um contador de sacolas descartáveis - clique aqui e saiba mais!

Sobre embalagens:
http://veja.abril.com.br/blog/denis-russo/consumo/qual-embalagem/

Reciclar X Consertar:
http://veja.abril.com.br/blog/denis-russo/arquivo/pare-de-reciclar-comece-a-consertar/

E força para que todos nós possamos praticar mais do que falar! ;-)