12 de nov de 2008

Fim do ano...Hã?!...Já?!

E com o fim do ano chega a ansiedade, a maluquice de querer ver todas as pessoas que não conseguimos ver durante o ano todo, marcar todos os médicos, terapias, visitas, cursos, e a lista de presentes (e a dúvida: presentear ou não), o caos da cidade com o trânsito e todo mundo com pressa, muita pressa, muita presssa...Ande mais rápido, gente, que vai...vai...vai...Vai ô que minha gente?! Atenção! Novembro (já tá tudo decorado de Natal e a cada ano parece que a decoração começa mais cedo...) e Dezembro são meses como os outros...Apenas mais um final de ano que se aproxima....O mundo não vai acabar e não vamos resumir 12 meses em 2...Por favor, vamos manter...a calma...a paz...a tranqüilidade...a serenidade...a suavidade de que tanto precisamos para viver - e não ter que sobreviver...Viver (e sonhar) é melhor do que sobreviver...Por isso, calma gente....vamos todos nos preparar com amor, carinho, luz e muita serenidade para o fim do ano e o novo ano que chegará resplandecente com ótimas vibrações e o meu desejo mais profundo é que todos nós: mulheres, homens, crianças...todos os seres sencientes tenham muita paz interior - no coração e na mente - e consequentemente paz exterior em suas ações e palavras.

E a dica de Feng Shui é se livrar - com muita calma - do velho para dar entrada ao novo...Sabe aquelas coisas quebradas que você nunca vai mandar consertar, as roupas que comprou e se arrependeu, as bolsas caras que você tem pena de dar pra sua empregada, os sapatos que machucam seus queridos pezinhos, os talheres ridículos que você ganhou da tia-avó do seu marido, os brinquedos atolados no fundo do baú que seus filhos nem se lembram que existem, os tapetinhos manchados, os panos de prato rasgados, os inúmeros potinhos de plástico que caem na sua cabeça toda vez que você abre a porta do armário da cozinha, a vassoura velha, os livros que você acha que vai ler (mas sabe que não vai), a coleção de revistas mofadas, enfim...A gente tem mania de acumular coisas, mas quando realmente não forem usadas ou recicladas o melhor mesmo é passar para frente para que seja útil para alguém!

Primeiro você pode colocar as coisas em sacolas e colocar uma etiqueta: doação, casa da mãe, casa da praia ou dúvida. Na sacola ou caixa de dúvida, você deixa as coisas lá um tempinho, se não usar de 3 a 6 meses, o melhor é doar mesmo.

Quer um empurrãozinho? Aqui estão 3 Bons Motivos:

Motivo 1 = Graninha Extra
Se você estiver precisando de incentivo pra arrumação, que tal pensar numa graninha extra? Então, leve os livros e revistas para um Sebo e as roupas e objetos para um brechó. Há alguns lugares que pagam à vista, nem sempre é uma super grana, mas é uma grana. Aqui em SP tem um brechó bem bacanca: O Capricho à Toa que aceita de tudo: roupa, sapato, objetos de casa.

Motivo 2 = Fazer o bem sem olhar a quem
Leve sem dó e nem piedade as coisinhas para o bazar de uma igreja, orfanato ou instituição....Sempre tem uma por perto. Por exemplo, todo o dia 28 tem bazar na Igreja de São Judas aqui em SP. E tem o Grupo Socorrista que ajuda muitas entidades. Se quiser se desfazer de móveis ou objetos grandes e/ou em muita quantidade, existem instituições que retiram as doações nos domicílios como As Casas André Luiz.

Motivo 3 = Reunir as amigas para um chá de trocas
Já vi muita gente fazer isso (vizinhas, amigas e posts em blogs)...Uma reunião num domingão à tarde com as amigas, todas levam comes e bebes e roupas, bolsas, bijouterias, sapatos, acessórios, caixinhas, latinhas, toalhinhas, coisas de casa e...trocam!!! Não é bacana?! É um momento único pra mulherada se reunir, colocar o papo em dia e, de quebra, levar pra casa uma coisinha nova...sem gastar din din!!!

E, vamos entoar um mantra nesse fim de ano:
muita calma nessa hora - e em todas as horas ;-)

4 comentários:

Claudia Pimenta disse...

oi cris! concordo com tudo! eu sou assim - se entra algo, sai algo! desde pequena, fui acostumada com isso e acho sensacional! dar, vender, doar, trocar... tudo é válido! e é uma delícia! tb acho que a calma é importantíssima... sempre! bjs!

André disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Claudia Pimenta disse...

oi cris! bem, feng shui em paris? eu já vi uma loja uma vez, mas não lembro aonde... se lembrar, lhe aviso, tá? como o feng shui preza a amizade, não deixe de conferir a história que conto hoje lá no pepper. uma energia daquela fica p/sempre! bjs, querida!

Lenita disse...

Oi, Cris, você nem tinha postado esses conselhos e eu já estava meio que a caminho. Meus livros, acredite, nenhum sebo quis vir conferir. Eu tinha coleções: culinária, arte, atualidades. Sabe o que fiz? Liguei pro Rivaldo, da Fundação Casa, eles vieram, agradeceram, levaram e tenho certeza de que serão muito bem aproveitados. Fica a dica. Bjs